Coma Frango

Tudo sobre o mundo do frango.

É barato

O que está acontecendo no mercado do frango
Produção corte da ave diária da Korin é de 16 mil toneladas.

Korin anuncia franquia e investe na região sul

Companhia acredita que o consumidor está mais consciente e quer alimento com mais qualidade

Crescer no mercado brasileiro da agropecuária sem abrir não da ideologia de manter o equilíbrio entre preservação e uso dos recursos naturais é o que busca a paulista Korin, que projeta expansão nos negócios em 2013, tendo como carro-chefe a comercialização de frangos. São vendidas 9,2 mil toneladas de frango por ano e a produção de corte da ave soma 16 mil toneladas por dia. A companhia fechou 2012 com um faturamento de R$ 60 milhões e com um investimento recorde na casa do R$ 3 milhões. Registrou um crescimento de 170% nos últimos dois anos, contudo, espera mais, apostando em franquias, em incremento no ponto de venda e aumento das vendas na região sul.

Para ampliar as vendas nos estados do sul, a empresa apresenta seus produtos em feiras voltadas aos supermercadistas, como a Mercosuper – uma das mais importantes de varejo do país, que ocorre no Paraná. O ponto de vendas recebe layout diferenciado para destacar seus mais de 60 produtos. E a maior aposta da Korin neste ano são as franquias de lojas, que permitirá ter maior controle de suas margens de lucro. A primeira franqueada é da Bahia, da cidade de Lauro de Freitas. A expectativa da companhia é ter cem lojas até 2016.

A meta parece ousada, mas para quem é pioneira na produção de carnes orgânicas e livres de agrotóxicos num mercado de grandes concorrentes de criação de frango pelo método convencional, trata-se apenas de mais um desafio. O gerente comercial da Korin, Edson Shiguemoto acredita em consumidores mais conscientes.

“Há em todo o mundo cada vez mais ações no sentido de se restringir ou gradativamente reduzir o uso de antibióticos na produção animal. A busca por um alimento seguro, principalmente do ponto de vista da ausência de resíduos químicos, é uma preocupação crescente também dos consumidores”, considera.

Entre seus produtos, a Korin oferece ao mercado frangos orgânicos e naturais. “Todos os frangos criados pela Korin são livre de agrotóxicos terapêuticos e antibióticos utilizados como melhoradores de desempenho”, garante o coordenador de Vendas, André Tegani. Ele explica que a diferença básica entre os dois tipos de criação é que o frango orgânico se alimenta de milho e soja orgânicos. O frango orgânico tem certificado em bem-estar animal conferido pela Ecocert do Brasil, assegurando que são seguidas normas rígidas no processo produtivo e a empresa conta ainda com os prêmios Eco 30 anos e Greenvana Greenbest – categoria alimentação 2012.

Fonte: Da redação

Categoria(s): , . | Tag(s): , , , , , .


Notícias relacionadas